segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

O que pedir ao Pai Natal #XXVI

Livros, livros e mais livros...
Estantes para livros.
Mais espaço para os colocar e...
...já disse livros?
Se o Pai Natal me perguntasse o que mais gostaria de receber no dia 25 era o que responderia.
Deixo-vos aqui alguns dos títulos da wish list:

1. A Herança, de John Grisham (Bertrand - 17,70€)
John Grisham leva-nos onde tudo começou. Ao cenário e à personagem principal de Tempo de Matar (A Time to Kill), o universo que fez dele um dos romancistas mais populares dos nossos tempos.
Seth Hubbard é um homem de idade com uma enorme fortuna que está a morrer de cancro dos pulmões. Antes de se enforcar num sicómoro, Seth faz um novo testamento. Este documento irá arrastar os seus filhos adultos, a sua empregada negra e o advogado Jake Brigance para um conflito dramático e arrasador, semelhante àquele que, apenas três anos antes, fez de Jake um dos advogados mais conhecidos da região.
O segundo testamento levanta muito mais questões do que aquelas a que responde. Por que razão deixou Seth quase toda a sua fortuna à empregada? Teria a quimioterapia afectado a sua lucidez?
John Grisham leva-nos uma vez mais a um julgamento ferozmente controverso que irá revelar velhas tensões raciais e obrigar o condado de Ford a enfrentar a sua história.

Booktrailer Internacional aqui.

2. Dispara, eu já estou morto, de Julia Navarro (Bertrand - 19,90€)
Duas famílias em luta contra o destino – uma família judaica que foge da Rússia do século XIX trava amizade com família palestiniana.
São Petersburgo, Jerusalém, Varsóvia, Paris, Madrid, Toledo servem de cenário a esta saga familiar.
Um romance extraordinário sobre o conflito israelo-árabe com personagens inesquecíveis, cujas vidas se entrelaçam com os momentos-chave da história, a partir do final do século XIX a meados do século XX, recriando a vida em cidades emblemáticas como São Petersburgo, Paris e Jerusalém. Aqui, Julia Navarro conduz o leitor através de relações duras entre homens e mulheres que lutam por um pedaço de terra onde possam viver em paz.
Booktrailer aqui.
A autora, Julia Navarro fala do livro aqui e estará em Portugal de terça a quinta-feira desta semana (9 a 11 de dezembro), disponível para entrevista e com encontro a marcar com leitores das cidades de Lisboa e Porto.

3. Inferno (Edição Especial Ilustrada), de Dan Brown (Bertrand - 33€)
Percorra os cenários e observe os detalhes desta história através de mais de uma centena de imagens.
Publicado no verão de 2013, Inferno tornou-se uma sensação mundial, vendendo mais de 15 milhões de exemplares. Esta edição ilustrada, nova e exclusiva, ilumina os locais e cidades que constituem o pano de fundo do mais provocador e viciante romance escrito por Dan Brown até à data, revelando a rica tapeçaria da História, Arte e Literatura que serviu de inspiração a esta obra.
Florença: Robert Langdon, simbologista em Harvard, acorda numa cama de hospital sem se conseguir lembrar de onde está ou de como ali chegou. Também não sabe explicar a origem de certo objecto macabro encontrado escondido entre os seus pertences.
Uma ameaça contra a sua vida irá lançar Langdon e uma jovem médica, Sienna Brooks, numa corrida alucinante pela cidade de Florença. A única coisa que os pode salvar das garras dos desconhecidos que os perseguem é o conhecimento que Langdon tem das passagens ocultas e dos segredos antigos que se escondem por detrás das fachadas históricas.
Tendo como guia apenas alguns versos do «Inferno», a obra-prima de Dante, vêem-se obrigados a decifrar uma sequência de códigos encerrados em alguns dos artefactos mais célebres da Renascença, de modo a poderem encontrar a solução de um enigma que pode, ou não, ajudá-los a salvar o mundo de uma ameaça terrível…
Página do autor aqui.

4. O Assalto, de Daniel Silva (Bertrand - 17,70€)
A vingança é uma obra de arte.
O lendário restaurador de arte e espião ocasional Gabriel Allon está em Veneza a restaurar um altar de Veronese quando recebe uma chamada urgente da polícia italiana. Julian Isherwood, o excêntrico negociante de arte londrino, deparou com o cenário de um homicídio brutal e agora é suspeito do crime. Para salvar o amigo, Gabriel tem não só de descobrir os verdadeiros assassinos, como também de encontrar a mais famosa das obras de arte desaparecidas: a Natividade com São Francisco e São Lourenço, de Caravaggio.
A sua missão levará Allon de Paris e Londres aos submundos do crime em Marselha e na Córsega e, finalmente, a um pequeno banco privado na Áustria, onde um homem perigoso guarda a fortuna suja de um cruel ditador. Ao seu lado, o espião tem uma jovem corajosa que sobreviveu a um dos piores massacres do século XX e que tem agora a possibilidade de se vingar da dinastia que lhe destruiu a família.
Um livro elegante, sofisticado e de leitura compulsiva que deixará os fãs de Gabriel Allon cativados desde as primeiras páginas.
Página do autor aqui.

5. Os Últimos Treze, de James Phelan (Bertrand - 9,90€)13 Livros. 13 Pesadelos. 1 Destino.
7 mil milhões de vidas em Perigo.
13 desconhecidos com pesadelos assustadores.
1 inimigo que não olhará a meios para destruir todos.
O meu nome é Sam.
Sou um dos últimos treze.
A nossa batalha começa aqui.
Se estalar os dedos, todos à nossa volta morrem.
Sam acorda do pesadelo para enfrentar uma realidade assustadora: o seu pesadelo vai concretizar-se...
Após ser sequestrado na sua própria escola e descobrir que os pais não são quem ele pensava, Sam dá por si a ter de fugir do perigo a cada esquina. Nada voltará a ser igual.
Com a sua vida e identidade destruídas, Sam depende de uma profecia antiga para se salvar. Encontra-se na última batalha para defender o mundo contra um inimigo que conspira para nos destruir a todos. Apenas ele poderá encontrar… os últimos 13.
Booktrailer aqui.
Página do autor aqui.

6. Vibração, de Andres de la Motte (Bertrand - 16,60€)
Depois de O Jogo, chega o segundo livro da trilogia – Vibração.
Henrik «HP» está em fuga. Passaram-se catorze meses desde que ele se tornou prisioneiro de um Jogo de Realidade Alternativa que quase lhe acabou com a vida. Agora tem tudo aquilo que deseja: dinheiro, liberdade e um mínimo de responsabilidades. Mas, apesar de tudo isto, não está satisfeito. Sente falta da adrenalina e o seu novo estilo de vida aborrece-o. Quando conhece a bonita e rica Anna Argos num hotel luxuoso do Dubai, a vida torna-se mais interessante. Mas há alguma coisa inquietante debaixo da superfície calma de Anna. E passa-se alguma coisa estranha com o telemóvel dela.
Para Rebecca, a vida devia ser mais fácil agora que o seu passado já não a persegue. Acaba de ser promovida novamente e está prestes a ir viver com o namorado. Mas, apesar disso, está com dificuldades em assentar. Tudo muda quando toma conhecimento de um fórum na internet onde um detective anónimo escreve histórias ameaçadoras que são claramente acerca dela.
À medida que o cerco se fecha sobre HP e Rebecca, as questões vão surgindo.
O que é real? Em quem se pode confiar? E como é que uma pessoa se protege de uma ameaça cuja existência não pode ser provada?
O autor fala da trilogia aqui.

7. Agridoce, de Colleen McCullough (Bertrand - 17.70€)
Da autora de Pássaros Feridos, uma saga épica de amor e traição, de sonhos perdidos e conquistados.
No seu primeiro romance épico desde Pássaros Feridos, Colleen McCullough narra a apaixonante história de dois pares de gémeas, tendo como pano de fundo a Austrália dos anos 20 e 30.
As quatro irmãs Latimer não podiam ser mais próximas, todas se formam em enfermagem mas cada uma delas tem os seus próprios sonhos: Edda quer ser médica, Tufts quer organizar tudo, a Grace ninguém pode dizer que caminho deve seguir e Kitty quer ser reconhecida por outra coisa que não o seu lindo rosto. São famosas pela sua beleza e ambição, bem como pelo seu espírito livre, mas, à medida que se aproximam da idade adulta, a perspetiva limitada da vida que as espera é desmoralizante.
Os tempos são turbulentos, aguardam-nas provações terríveis, mas as quatro irmãs, com a sua juventude, ternura e paixão, lutarão por aquilo com que sonham.


8. Os Salteadores do Nilo, de Steven Saylor (Bertrand - 17,10€)
Um mistério no Antigo Egito protagonizado por Gordiano, o Descobridor.
Em 88 a. C., o mundo parece estar em guerra – de Roma à Grécia, passando ainda pelo Egito, a civilização está à beira do conflito. Gordiano, um jovem romano que vive em Alexandria, quando não está a resolver quebra-cabeças, passa o seu tempo com Bethesda, a sua escrava, enquanto espera que o mundo volte à normalidade. No entanto, no dia em que Gordiano faz vinte e dois anos, Bethesda é raptada por bandidos que a confundem com a amante de um homem rico. Para salvar Bethesda, que afinal significa mais para si do que suspeitava, Gordiano tem de encontrar os raptores antes que eles se apercebam do seu erro e arranjem maneira de minimizar as suas perdas. Usando tudo aquilo que aprendeu com o seu pai, Gordiano tem de encontrá-los e convencê-los de que pode oferecer-lhes algo em troca da sua libertação.
À medida que as ruas de Alexandria mergulham lentamente no caos e os cidadãos começam a revoltar-se, depois de rumores sobre uma iminente invasão por parte do irmão do rei Ptolomeu, Gordiano vê-se envolvido numa perigosa trama – o saque do sarcófago de Alexandre, o Grande.
Site do autor aqui.

Livros de receitas...nham!

1. As minhas receitas para Brunch, Diário de Cozinha (Bertrand - 13,30€)
O brunch pretende ser uma refeição prática, relaxante e divertida, perfeita para convívios de fim de semana, onde o tempo tem menos pressa e possibilita uma degustação mais sortida.
Neste livro poderá encontrar tabelas de medidas úteis para confeccionar as receitas, informações sobre como conservar alimentos, ideias para menus, dicas para quando estiver a cozinhar e ainda espaço para as suas anotações e receitas próprias.
Receitas de bebidas, pães e bolos, pratos salgados, frutas, doces e compotas e cereais são sugestões de receitas para o seu brunch.
Apesar de os brunches só recentemente se terem tornado populares em Portugal, na verdade a sua origem remonta já a finais do século XIX.
O primeiro registo da palavra brunch – aparentemente uma mistura de breakfast e lunch – surgiu numa revista inglesa em 1895.

2. Donuts - Receitas Caseiras, de Elinor Kivans (Bertrand - 15,50€)
Mais de 40 receitas para fazer todo o tipo de donuts: clássicos ou originais, recheados ou simples, com cobertura ou polvilhados. Simples e rápidos de confecionar em casa, estes donuts proporcionam um leque de escolhas destinadas a deliciar todos.
Desde as sobras de massa que caíram acidentalmente dentro de uma panela de óleo ao lume aos “donuts-com-buraco-no-meio” de hoje em dia, a origem destas célebres iguarias remonta há vários séculos. O nome “doughnut” terá provavelmente surgido entre os holandeses, que formavam nós com a massa, os “dough-knots”, antes de a fritar. Com o passar dos anos a palavra acabou por ser abreviada para “donuts”.
E existem donuts de todas as formas e tamanhos. Bolinhas de massa lêveda recheadas de creme, pequenos “buracos” de donuts que se comem em duas dentadas, os clássicos anéis cobertos de glacé ou polvilhados de açúcar são apenas parte da seleção apresentada neste livro, do qual fazem ainda parte receitas de donuts de todo o mundo, com especialidades do México, Itália ou América Latina.
Elinor Klivans é autora de livros de culinária com artigos publicados em meios como Bom Appetit, Fine Cooking, Cooking Pleasures, e Washington Post, entre outros. É formada em pastelaria e membro da Associação Internacional de Profissionais de Culinária.

3. Feito em Casa - Conservas, de Dick e James Strawbridge (Bertrand - 17,70€)
45 fantásticas receitas e mais de 25 métodos simples para conservar produtos frescos de deliciosas formas.
Feito em Casa - Conservas é um guia na confeção de fantásticas compotas e geleias, bem como frutos cristalizados, picles, chutneys, xaropes e sidras para partilhar. Com instruções simples sobre como secar, engarrafar e congelar os produtos frescos, e ainda dezenas de receitas.

4. Petiscos do Ramsay, de Gordon Ramsay e Mark Sargeant (Bertrand - 22,20€)
“Este livro traz-lhe pratos que se tornaram obrigatórios nos pubs. São receitas simples e em conta, que pode preparar em casa sem grandes dificuldades. Foi graças a elas que o pub britânico conquistou o seu lugar nos roteiros gastronómicos.”
Gordon Ramsay
Não há nada como um bom petisco: pratos simples, deliciosos, reconfortantes, cheios de sabor e tradição. Quer seja em casa ou numa tasca, sabe sempre bem desfrutar destas especialidades clássicas – aqui apresentadas com um toque moderno. Gordon Ramsay, um dos chefs de maior renome dos nossos dias, revela neste livro os seus petiscos favoritos. Desde bacalhau com berbigão e bacon a jaquinzinhos fritos com molho à diabo ou a pastéis da Cornualha, Ramsay consegue adaptar petiscos tradicionais ao paladar moderno.

À semelhança da própria cozinha italiana que serve de inspiração a Nigella, este livro é uma celebração da comida fresca, saborosa e despretensiosa, em 120 receitas irresistíveis, simples e rápidas, que elevam as refeições quotidianas a festins descomplicados.
A comida italiana colonizou o mundo – Nigellissima mostra-nos como e porquê com estes pratos deliciosos. Numa rápida viagem por Itália, são-nos apresentadas tanto receitas tradicionais como inovadoras, que deleitam os nossos sentidos e nos estimulam a imaginação. Desde lasanha calabresa a cuscuz da Sardenha, guisado à veneziana, tarte de maçã à italiana, panna cotta e beijinhos de sambuca, esta viagem culmina num capítulo festivo, com receitas natalícias de fazer crescer água na boca.
Ilustrado com fotografias que nos encantam e ensinam, Nigellissima mostra-nos como trazer o espírito de Itália para a nossa cozinha e o nosso prato, pronto.

Sem comentários:

Enviar um comentário